Eixos de Pesquisa
Home Pesquisa ESPM

Eixos de Pesquisa

Comunicação e Práticas de Consumo

Doutorado e Mestrado

Comunicação, consumo e contextos de recepção

Investigação da interface comunicação/consumo no plano da recepção e dos contextos macrossociais. As diversas implicações da comunicação e do consumo no cotidiano, na cultura e na sociedade: recepção e audiências; educação; questões geracionais e de classe; novos sensórios, regimes de visibilidade, estetização e espetáculo; apropriações e ressignificações das tecnicidades; ativismos, processos e ações socioculturais de engajamento característicos das culturas midiáticas e do consumo.

 

Coordenação
Profa. Dra. Rose de Melo Rocha

Comunicação, consumo e lógicas de produção

Investigação da interface comunicação/consumo no plano da produção e das estratégias midiáticas. Os sistemas e processos produtivos, considerando suas condições, narrativas e lógicas:  envelhecimento e suas representações; relação entre entretenimento, tecnologias e digitalização da cultura; memórias do consumo, poéticas e narrativas concernentes ao campo da produção, em seus discursos e materialidades; dinâmicas midiáticas biopolíticas e de consumo associadas à construção de narrativas sobre a identidade e a diferença.

 

Coordenação
Profa. Dra. Tânia Márcia Cezar Hoff

Comunicação, consumo e inovação tecnológica

Investigação da interface comunicação/consumo no plano das inovações tecnológicas e de suas ambiências comunicacionais. Novas perspectivas profissionais e de pesquisa no campo da comunicação, considerando linguagens e plataformas tecnológicas. Processos  informacionais e narrativas multimidiáticas articuladas ao consumo. Culturas da convergência e suas múltiplas plataformas.

 

Coordenação
Profa. Dra. Tânia Márcia Cezar Hoff

Marketing, Inovação & Estratégia

Doutorado

Marketing

Envolve estudos e pesquisas orientados para construção do conhecimento relacionado à dimensão do marketing. Abrange estudos relacionados ao comportamento do consumidor, ações de marketing, neurociência, branding, e a gestão do marketing em importantes setores como agronegócios, franquias e varejo no mercado doméstico e internacional.

Coordenação
Profa. Dra. Thelma Rocha Rodrigues

Inovação & Estratégia em Gestão Internacional

Envolve estudos e pesquisas que compreendem a inovação e estratégia no processo de internacionalização das empresas englobando o planejamento e a estruturação das funções internacionais, cadeia global de valor, o papel e a estratégia das subsidiárias e o processo de internacionalização em diversos setores como infraestrutura, bancário, farmacêutico, educação. Abrange ainda uma formação interdisciplinar e integrada por meio de conhecimento da inovação no ambiente internacional, envolvendo estudos sobre gestão estratégica da inovação, inovação colaborativa, inovação em subsidiárias de empresas multinacionais.

Coordenação
Prof. Dr. Ilan Avrichir

Comportamento do Consumidor

Mestrado Profissional

Comportamento do Consumidor e Marketing

Esta linha de atuação investiga indivíduos, grupos e organizações e suas manifestações de consumo para entender como escolhem, compram, usam e descartam bens, serviços, ideias e experiências. Inclui estudos sobre os diversos papéis que os atores possuem bem como suas facetas sociais, econômicas e políticas. Busca também o desenvolvimento de estudos aplicados em áreas diversas de aplicação com o apoio de diversas metodologias, incluindo técnicas de neurociência.

Coordenação

Estratégia e Inteligência de Mercado

Envolve estudos e pesquisas de formação interdisciplinar e integrada por meio do conhecimento da inovação e da estratégia em ambiente domésticos e internacionais. Inclui estudos que compreendem formas de obtenção de informação, seu uso e aplicação na compreensão de como os indivíduos se constituem como consumidores e o mercado como cenário de consumo, permitindo o levantamento de insights sobre situações de compra e consumo.

Coordenação

Gestão da Economia Criativa

Mestrado Profissional

Design de experiência e estratégias de inovação

Desenvolve projetos, metodologias de inovação e reflexões para o Design de experiência em produtos artísticos / culturais em suportes constituintes da Economia da Experiência. Ela se apresenta como uma extensão da Economia Criativa. Partindo dos objetivos, dos anseios dos usuários e das organizações, a imersão expressa e a vivência geram espaço de experiência. Assim, discutem-se as diferentes formas de apresentação, aproveitamento das informações gráficas integradas à cultura da convergência, tendo como funções projetar interfaces e construir interações que atinjam, como também ultrapassem os objetivos puramente funcionais. Com isso, contempla-se a evidência estética da visualização da informação com o intuito de se chegar ao “insight”. Dela ocorre o processo de inovação que fomenta a experiência criativa. Tal abordagem se dá a partir da análise das interações dos usuários com produtos artísticos, culturais e sociais, considerando-se os aspectos humanos do equipamento cultural em toda a sua plenitude.

Coordenação
Profa. Eliana Formiga

Gestão estratégica de setores criativos

Produz análises, avaliações, reflexões e projetos visando o melhor desenvolvimento de estratégias de gestão, levando-se em conta as novas manifestações culturais e sociais dos setores criativos. Sendo assim, assumem-se as transformações sociais como vetor de desenvolvimento econômico.

Valoriza-se o desenvolvimento de projetos nos quais os consumidores sejam considerados os atores-chaves desta constituição e implantação. Por ela, leva-se em conta o valor imaterial, modificando substancialmente as estratégias e a lógica vigente, as quais deslocam-se da sedução e da gestão estratégica monológica e unidimensional para o relacionamento oriundo da experiência cultural/social. Com isso, passa-se à análise fluída do mercado. Surge o papel do novo consumidor, em oposição ao unidimensional, pois, ao passo que ele compra e usa, também é capaz de criar, cocriar, produzir, co-produzir, fomentar e delimitar, influenciando a própria rede de entretenimento (concepção, produção e distribuição). Por isso, propõe-se o estudo transversal e integrado dos agentes públicos, privados e singulares (como indivíduos) na transformação constante dos aparelhos culturais.

Coordenação
Prof. Fabro Steibel