O mercado de peças de reposição da industria automobilística no Brasil - Um estudo de caso exploratório
Home Dissertações

O mercado de peças de reposição da industria automobilística no Brasil- Um estudo de caso exploratório

O mercado de peças de reposição da industria automobilística no Brasil - Um estudo de caso exploratório

Fabrício Andrade Camargo

Orientador(a): Marcos Amatucci

A História do automóvel no Brasil teve início por volta de 1890, quando o primeiro veículo importado da Europa, desembarca em solo nacional. A partir de então, o automóvel que desde do início tem uma relação de amor e ódio com a população, vai ganhando espaço e a indústria automobilística crescendo em importância para o desenvolvimento industrial desse país. Desde os anos de 1950, quando o governo inicia o processo de desenvolvimento de uma indústria automobilística genuinamente brasileira, diversos ajustes tiveram de ser feitos para que isso pudesse acontecer. Em paralelo ao desenvolvimento da indústria automobilística, desenvolvia-se a indústria de autopeças. No início, todas as peças eram importas da Europa e dos EUA, até o momento em que uma indústria nacional de autopeças se desenvolve. A indústria nacional de autopeças é formada por fornecedores de autopeças originais e independentes. Os primeiros abastecem as montadoras de automóveis, e os últimos o mercado de reposição. A investigação se inicia na história da indústria automobilística, se desenvolve pelas características do mercado de reposição e o relacionamento dos fornecedores com as montadoras encerra-se com um estudo de caso múltiplo, com 4 fabricantes de autopeças originais e independentes. O método de pesquisa utilizado no presente estudo é o estudo de caso múltiplo e exploratório. A principal contribuição do estudo foi acrescentar o fornecedor de autopeças independente, nas estruturas de cadeia de suprimento da indústria automobilística apresentados por Bedê (1996) e Scavarda e Hamacher (2011).