O cosmopolitanismo como influenciador na formação de imagem de destino
Home Dissertações

O cosmopolitanismo como influenciador na formação de imagem de destino

O cosmopolitanismo como influenciador na formação de imagem de destino

O cosmopolitanismo como influenciador na formação de imagem de destino: : A cidade de São Paulo para estrangeiros

Felipe Nasrallah Bedran

Orientador(a): Vivian Iara Strehlau

O presente trabalho buscou descobrir como o cosmopolitanismo influencia na formação da imagem de destino na mente do consumidor. Para isso foram investigados estrangeiros que conhecem a Cidade de São Paulo. A escolha desse destino deu-se pela importância nacional e internacional que a cidade tem, devido a sua estrutura, economia, tamanho, população e pela intensa vida cultural e de negócios. Buscou-se levantar o estado da arte dos estudos sobre o cosmopolitanismo em marketing e entender como esse constructo se apresenta e se manifesta. A característica do cosmopolita em querer conhecer outras culturas, além da sua nativa, o leva a viajar por outras regiões, países, para se aprofundar em outra forma de sociedade e tentar se misturar a ela. Assim ele tem características próprias, que influenciam na forma como ele vive e consome produtos. A imagem de destino é um constructo utilizado nos estudos sobre turismo e por profissionais de marketing que querem desenvolver um local como possível destino de viagens. Para entender como o comportamento descrito acima influencia na formação da imagem de destino, foi utilizada a  triangulação, que é o uso de duas abordagens metodológicas para a obtenção de melhores resultados. Foram feitas entrevistas com representantes da organização de marketing de destino de São Paulo, bem como entrevistas pessoais com turistas estrangeiros, com análise de conteúdo na etapa qualitativa e uma survey, com 205 estrangeiros na etapa quantitativa. Os dados foram analisados com a utilização de estatística uni e multivariada, com ANOVA e modelagem de equações estruturais. O resultado da pesquisa demonstrou que o cosmopolitanismo, além da renda, influenciam no aspecto afetivo da formação da imagem do destino São Paulo, enquanto que o objetivo da estada influencia no aspecto cognitivo e seu tempo de permanência influencia nos dois aspectos da imagem deste destino.