Narrativas de consumo e cotidianidade
Home Dissertações

Narrativas de consumo e cotidianidade

Narrativas de consumo e cotidianidade : O discurso verde presente em embalagens e suas apropriações por mulheres de diferentes gerações

Lara Cristina Vollmer

Orientador(a): Isabel Orofino

O discurso acerca da sustentabilidade desponta nos meios de comunicação como uma poderosa ferramenta de persuasão ao consumo. A escolha de serviços e produtos tem suscitado, mais do que nunca, implicações éticas, culturais, ambientais, sociais e políticas. Dentro desse panorama, este trabalho busca compreender as questões relativas ao discurso verde, sustentabilidade e as diversas formas de reflexividade da vida moderna, cujas práticas sociais vêm sendo constantemente examinadas e reformadas à luz da informação, conforme propõe Giddens (1991). Objetiva-se promover uma reflexão sobre a circulação do discurso verde e suas apropriações por mulheres de diferentes gerações, utilizando como referencial exploratório as embalagens, que hoje atuam como fortes veículos de comunicação e mobilização do consumidor. Pretende-se também compreender melhor as relações dessas gerações com o tema proposto, localizando convergências e divergências, pontos de conflito, reflexividade, culpa e confiança, entre outros fatores. Para tanto, utilizaremos a história oral, narrativas de consumo e análise de discurso como métodos da pesquisa empírica, bem como  observações in loco entrevistas semiestruturadas como técnicas metodológicas, o que permitirá traçar um percurso temporal e textual através da cultura e da memória social dessas diferentes gerações. Trataremos de problematizar as intersecções entre discurso e prática que emergem do cotidiano dessas pessoas, e assim se poderá chegar a uma reflexão mais profunda sobre os usos sociais das embalagens como aporte para a promoção de educação e cidadania.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *