Merchandising Televisivo
Home Dissertações

Merchandising Televisivo

Merchandising Televisivo: A força dos testemunhais de produtos em programas femininos

Amadeu Nogueira de Paula

Orientador(a): Luciana Florêncio de Almeida

Este estudo apresenta uma análise dos elementos gerais dos testemunhais sutis ou não sutis representados por indivíduos contratados por anunciantes para a divulgação de suas marcas na mídia de massa, especificamente a televisiva. A definição histórica do product placement  teve, no início, o esclarecimento de que a mensagem publicitária devia ser realizada de maneira sutil, incorporando-se ao conteúdo para que os consumidores não a percebessem;  pois, caso isso ocorresse, a tendência seria de rejeição do anúncio. Permaneceu por algum tempo esse raciocínio, no entanto, surgiu uma variável significativa no contexto dos programas femininos de televisão, na qual o apresentador de marcas dialoga de forma não sutil, endossando a respeito da experiência de consumo, fortalecendo a narrativa com histórias vividas de experiências de sucesso. É a materialização do produto na vida das pessoas, através do entretenimento e da informação, que é referência para os telespectadores presentes na audiência do programa. O objetivo central desta pesquisa consistiu em analisar a utilização das marcas de anúncios testemunhais como ferramenta de comunicação em programas femininos da televisão aberta, apresentados de forma não sutil por comunicadores das marcas, chamados de merchandetes. Desse modo, a investigação centrou-se na análise do product placement – mais conhecido no Brasil como merchandising – no programa Mulheres, da TV Gazeta, de São Paulo, configurando um estudo de caso em um programa feminino transmitido no horário da tarde. Adicionalmente foram entrevistados gestores de anunciantes frequentes dos anúncios testemunhais, merchandetes de outros programasfemininos e uma gestora de comunicação em redes sociais. A investigação permitiu constatar a importância e a força comercial do merchandising não só como parte do conteúdo dos programas femininos, mas também em relação a outros formatos de veiculação. O estudo ressalta a importância do endosso realizado, seja pela merchandete ou pela âncora do programa, como ferramenta fundamental para gerar as vendas imediatas dos produtos anunciados em tempo real. A originalidade deste estudo consiste no entendimento da permanência do contexto do merchandising testemunhal como formato de anúncio eficiente na televisão brasileira desde a sua origem, onde a colocação de produtos era feita exclusivamente através das chamadas “garotas-propaganda”, que existiram em razão das transmissões serem realizadas exclusivamente ao vivo. As entrevistas revelaram que todos os  participantes da estrutura comercial e artística da emissora geradora do programa feminino buscam rentabilizar argumentos e qualidade das mensagens para efetivamente alcançar objetivos de seus anunciantes no momento de transmissão dos anúncios. Este estudo evidencia ainda tecnicamente, através de dados de audiência, de investimentos e quantidade  de inserções, a intensa presença dos anunciantes de testemunhais veiculando no horário diurno, onde predominam a maior participação dos investimentos e concentração de telespectadoras constatadas nas pesquisas de audiência.