Eu tenho “Insta”
Home Dissertações

Eu tenho “Insta”

Eu tenho “Insta”; Infâncias, consumo e redes sociais: os usos e apropriações do aplicativo Instagram por crianças na cidade de São Paulo

Luciana Corrêa

Orientador(a): Profa. Dra. Maria Isabel Orofino

A relação das crianças com as novas tecnologias amplia o debate entre os riscos, as oportunidades e os limites de usos dos sites de redes sociais digitais.  Esta pesquisa analisou a interação entre as crianças de São Paulo, SP, Brasil, e os usos e as apropriações que fazem do site de rede social Instagram, um aplicativo de fotografias que apresenta uma oportunidade para que as crianças se expressem e interajam por meio de imagens, ampliando o grau de visibilidade e engajamento midiático nas sociedades contemporâneas. No plano teórico, o trabalho buscou reconhecer a criança que, embora seja influenciada pelo comportamento adulto, tem a capacidade de produzir suas próprias mensagens e construir seus significados dentro de seu contexto sociocultural. Pela observação não participativa de um corpus visual virtual e de uma pesquisa de campo, com abordagem etnográfica, a pesquisa buscou ouvir crianças, entre 6 e 12 anos, de classe social alta, estudantes de uma escola localizada na zona Sul de São Paulo e ainda investigar como compartilham o conteúdo relacionado à comunicação e ao consumo simbólico nesse universo digital. O objetivo principal da presente pesquisa é contribuir para o campo das pesquisas de recepção com crianças; e que as relações e as motivações expostas permitam que pesquisadores, educadores e interessados em geral conheçam, sob esses ângulos, o que fazem e pensam as crianças em suas redes sociais digitais de relacionamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *